4/19/2013

The Hobbit

The Hobbit is a great book of adventure. It's a classic! It's about Frodo's father telling his adventure of trying to recover the dwarfs gold from the Smaug, the dragon. Dragons live forever unless they are killed. The same author wrote The Lord of the Rings. I watched the first of the movie Hobbit and I am watching The Lord of the Rings. It's a must read book!



O Hobbit é um grande livro de aventura. Um clássico. É sobre o pai do Frodo contando suas aventuras para recuperar o ouro dos anões do dragão Smaug. Dragões vivem para sempre se não forem mortos. O mesmo autor escreveu O Senhor dos Anéis. Eu assisti o filme O Hobbit e estou vendo O Senhor dos Anéis. Um livro que tem que ler!

Diogo

Big Nate

Big Nate is super funny and awesome. Nate loves to write comics, drawing and telling his own funny stories at school. He has 3 friends, Francis, Teddy and Dee dee. There are many books and I have 4 of them. I really recommend it if you love funny books. Enjoy reading!


Big Nate é super engraçado e legal. Nate adora escrever tirinhas, desenhar e contar suas próprias estórias engraçadas. Ele tem 3 amigos, Francis, Teddy and Dee dee. São muitos livros e eu tenho 4 deles. Eu realmente recomendo se voce adora livros engraçados. Aproveite a leitura!

Laura

Percy Jackson books / livros do Percy jackson

I'm reading the Percy Jackson series. These are awesome adventure books. I recommend it to all of you that love reading. I'm now reading the last book, "The last Olympian". They are 5 in total. There is a movie with Percy's adventures and a second one is coming out in August 16th.


Eu estou lendo a sério de livros do Percy Jackson. São livros de aventura maravilhosos. Eu recomendo para todos que amam ler. Agora estou lendo o quinto livro, "O Último Olympian". São 5 livros no total. Tem um filme com suas aventuras e um segundo será lançado em 16 de Agosto

Mario

o conceito de público e a escola


O que acho fundamental aqui é a ideia de escola pública. Aliás, o conceito de público aqui é vivenciado, na prática, da forma como deveria ser. O público é de todos, todos tem direito e acesso. E portanto, todos são responsáveis sobre aquilo, para que continue público e disponível para todos. Isso funciona com os espaços urbanos, praças, parques, calçadas. Isso funciona com os equipamentos urbanos, bancos, abrigos de ônibus, bebedouros, passarelas. Isso funciona com as instituições públicas, escolas, museus, hospitais, parques estaduais e federais. Isso funciona em toda e qualquer escala. E se as pessoas sabem o que é público e o que isso significa, também sabem o que é privado e seu significado.

Então, na escola pública, as crianças aprendem a apreciar o que é público e se tornam responsáveis por aquilo que é deles e de todos. Tudo o que é público é tratado na escola, as crianças aprendem na escola. Um exemplo. A saúde é pública, os hospitais são bancados pelo governo e por doações e trabalhos de voluntários. O plano de saúde é do governo, da província, tudo pago pelos impostos pagos pela população. Se o sistema de saúde é público, os problemas de saúde da população são problemas de saúde pública. Quanto mais gente com doenças de coração, obesidade, câncer, e outras mazelas, mais doente e caro fica o sistema de saúde.

Assim, as crianças aprendem a comer de maneira saudável na escola. O trio aqui sabe o quanto de açúcar tem nos refrigerantes, o quanto de gordura tem no hambúrguer, o quanto ruim são os salgadinhos tipo “porcaritos” (como diz a admirável Sonia Hirsh). Por outro lado sabem dos benefícios dos vegetais, dos cereais, das frutas. A escola, a saúde, o governo, os contribuintes, todos são parte de uma coisa só. E pergunta se o trio não come saudável? Pergunta se toma refri? Só em festa. E olha que festa de criança aqui tem prato de vegetais em vez de prato de brigadeiro! Tudo bem, Bia e eu nunca fomos muito fãs dessas comidas processadas, nunca tivemos refri em casa. Mas quando a escola tem o mesmo discurso, as coisa ficam bem mais fáceis.

a escola



Desde que chegamos aqui, há 3 anos, moramos no mesmo bairro e, assim, as crianças atendem a mesma escola. Normalmente, as crianças atendem a escola designada para o bairro onde moram. O nosso bairro tem 3 escolas de ensino fundamental (usualmente do kindergarden ao grade 6, mas há diferenças): uma católica, uma com programa bilíngue Inglês-Espanhol e outra com o programa regular. Nós optamos pela escola com programa regular. 

A escola é pública e atende cerca de 300 alunos, até o sexto ano apenas. As classes são organizadas de 2 em 2 anos,  primeiro e segundo ano juntos, terceiro e quarto, quinto e sexto. O trio está no terceiro ano. Apesar de cada aluno ter sua própria mesa, nunca vi a sala organizada com uma carteira atrás da outra. Estão sempre organizados em grupos de 4, em rodas ou outros arranjos dependendo das atividades a serem desenvolvidas.

Os conteúdos são desenvolvidos basicamente através de projetos, levados a cabo pelos alunos tanto do terceiro como do quarto ano, em grupos. O trabalho colaborativo é enfatizado. A pesquisa é enfatizada. As apresentações são enfatizadas. Há atividades individuais e paralelas aos projetos. Há um tempo de leitura individual e silenciosa, todos os dias. Há atividades de escrita criativa todos os dias. 

Em termos de leitura, a coisa é séria. Os menores levam livros pra casa todos os dias, livros simples, que devem ser lidos junto com os pais. Há uma folha para anotar se o livro foi lido e qual a impressão da própria criança. Os maiores levam uma vez por semana, por serem livros mais complexos. Há um programa de reforço de leitura para alunos de ESL (Inglês como segunda língua). Laura teve uma professora no primeiro ano que, além dos programas normais, a colocou num clube de leitura dentro da própria sala. Alguns alunos que apresentavam dificuldades ou carências na leitura, liam com a professor diariamente. Laura lembra dessa professor com grande carinho, a Ms. Falconer.

A escola conta com um bom ginásio e as crianças fazem atividades físicas supervisionadas, todos os dias. A biblioteca é bem equipada e hoje conta com lívros bilíngues Português-Inglês e o trio se beneficia muito com isso. Há duas outras famílias de brasileiros na escolar, em anos diferentes. Há atividades de artes visuais e música. Há aulas de Francês. As crianças almoçam na escolar, cada um leva seu lanche.

Mas o que mais impressiona aqui é a participação dos pais. Participam em tudo. São voluntários para ajudar nas atividades do dia a dia das classes, voluntários nas viagens de estudo, voluntaries na biblioteca. A associação de pais da escolar arrecada fundos para complementar as atividades do currículo. As crianças também participam e são parte responsável para o bom funcionamento da escolar. E por aí vai.

4/13/2013

spring failed / a primavera falhou

Hello.

We are all now participating on the blog. At least once a week we'll be back here with something new. Like videos, picture or any ideas that we might have.

For now, we just want to say that Spring has failed installing here in Calgary. We had a glimpse of it a couple of weeks ago when we went to Seattle. We miss you, Spring! Please come to Calgary! 

Hope to see you soon.

Diogo, Laura, Mario, Bea and Octavio



Oi, gente!

Agora todos nós estamos participando do blog. Pelo menos uma vez por semana vamos voltar aqui com alguma coisa nova. Fotos, videos, ou qualquer ideia que a gente tenha.

Por hora, queremos dizer que a instalação da Primavera falhou aqui em Calgary. Sentimos o gostinho dela, quando fomos a Seattle, algumas semanas atrás. Sentimos sua falta, Primavera! Por favor, venha pra Calgary!

Esperamos vê-los em breve.

Diogo, Laura, Mario, Bea e Octavio

12/04/2012

let's go / vamos lá



Hello!

First of all, I don't think I have to explain the name of the blog. For those of you that know my previous one, you're familiar with this: 

"Lately, returned to human form, I get a hippo who snatched me. I let myself go, shut up, do not know whether out of fear or confidence, but soon, his career became so vertiginous that I dared to question it, and with some art told that the trip seemed aimless. You're wrong, replied the animal, we'll rise to the centuries."

I used to say that this short passage perfectly translated my feelings as a father of triplets. My trip riding started 8 years ago and was well documented at http://www.ostrigemeos.blogspot.ca/. Now I'm launching this new blog, Riding the Hippo.

The kids have a blast watching the short videos I have of them when they were little. The idea here is to post some of these videos, and, certainly, write about some other stuff. Here we go...

video
Olá!

Antes de mais nada, acho que não preciso explicar o nome do blog. Pra quem conhece o meu outro blog, já está acostumado com isso: 


"Ultimamente, restituído à forma humana, vi chegar um hipopótamo que me arrebatou. Deixei-me ir, calado, não sei se por medo ou confiança; mas, dentro em pouco, a carreira de tal modo se tornou vertiginosa que me atrevi a interrogá-lo e, com alguma arte lhe disse que a viagem me parecia sem destino. Engana-se, replicou o animal, nós vamos à origem dos séculos".

Eu costumava dizer que essa passagem traduzia perfeitamente o que eu sentia como pai de trigêmeos. A viagem de Hipopótamo começou a oito anos e está bem documentada em http://www.ostrigemeos.blogspot.ca/. Agora estou lançando esse novo blog, Viajando de Hipopótamo.

As crianças adoram assistir aos pequenos videos que tenho de quando eram pequenos. A ideia é postar alguns aqui e, claro, escrever sobre outras coisas. Vambora...